terça-feira, 20 de junho de 2017

É preciso ir embora


Essa semana li um texto super legal e achei interessante compartilhá-lo com vocês.
Ano passado, na festa de despedida de uma amiga, ouvia calada e com atenção seu dolorido discurso sobre o quanto ela se preocupava com a decisão de ir embora. Dizia se preocupar com a saudade antecipada da família, com a tristeza em deixar um amor pra trás e com a dor de se afastar dos amigos. Ela iria embora para Londres com tantas incertezas sobre cá e lá, que o intercambio mais parecia uma sentença ao exílio.
Dentre dicas e conselhos reconfortantes de outras amigas, lembro-me de interromper a discussão de forma mais fria e prática do que gostaria:
“Quando você estiver dentro daquele avião, olhar pra baixo e ver todas estas dúvidas e desculpas do tamanho de formigas, voltamos a falar. E você vai entrar naquele avião, nem que eu mesma te coloque nele.”
Ela engoliu seco e balançou a cabeça afirmativa.
Penso que na época poderia ter adoçado o conselho. Mas fato é que a minha certeza era irredutível, tudo que ela precisava era perspectiva. Olhar a situação de outro ângulo, de cima, e ver seus dilemas e problemas como quem olha o mundo de um avião. Óbvio, eu não tirei essa experiência da cartola. Eu, como ela, já havia sido a garota atormentada pelas dúvidas de partir, deixando tudo pra trás rumo ao desconhecido. Hoje sei que o medo nada mais era do que fruto da minha (nossa) obsessão em medir ações e ser assertiva. E foi só com o tempo e com as chances que me dei que descobri que não há nada mais libertador e esclarecedor do que o bom e velho tiro no escuro.
Hoje a minha amiga não tem mais dúvida. Celebra a vida que ela criou pra ela mesma lá na terra da rainha, onde eu mesma descobri tanto sobre minha própria realeza. Ironicamente – e também assim como eu – ela aprendeu que é preciso (e vai querer) muitas vezes uma certa distancia do ninho. Aprendeu que nem todo amor arrebatador é amor pra vida inteira. Que os amigos, aqueles de verdade, podem até estar longe, mas nunca distantes. Hoje ela chama o antigo exílio de lar, e adora pegar um avião rumo ao desconhecido. Outras, como eu, e como ela, fizeram o mesmo. Todas entenderam que era preciso ir embora.
É preciso ir embora.
Ir embora é importante para que você entenda que você não é tão importante assim,  que a vida segue, com ou sem você por perto. Pessoas nascem, morrem, casam, separam e resolvem os problemas que antes você acreditava só você resolver. É chocante e libertador – ninguém precisa de você pra seguir vivendo. Nem sua mãe, nem seu pai, nem seu ex-patrão, nem sua pegada, nem ninguém. Parece besteira, mas a maioria de nós tem uma noção bem distorcida da importância do próprio umbigo – novidade para quem sofre deste mal: ninguém é insubstituível ou imprescindível. Lide com isso.
É preciso ir embora.
Ir embora é importante para que você veja que você é muito importante sim! Seja por 2 minutos, seja por 2 anos, quem sente sua falta não sente menos ou mais porque você foi embora – apenas sente por mais tempo! O sentimento não muda. Algumas pessoas nunca vão esquecer do seu aniversario, você estando aqui ou na Austrália. Esse papo de “que saudades de você, vamos nos ver uma hora” é politicagem. Quem sente sua falta vai sempre sentir e agir. E não se preocupe, pois o filtro é natural. Vai ter sempre aquele seleto e especial grupo  que vai terminar a frase “Que saudade de você…”com  “por isso tô te mandando esse áudio”;  ou “porque tá tocando a nossa música”ou “então comprei uma passagem” ou ainda “desce agora que tô passando aí”.
Então vá embora. Vá embora do trabalho que te atormenta. Daquela relação que você sabe não vai dar certo. Vá embora “da galera” que está presente quando convém.  Vá embora da casa dos teus pais. Do teu país. Da sala. Vá embora. Por minutos, por anos ou pra vida. Se ausente, nem que seja pra encontrar com você mesmo. Quanto voltar – e se voltar – vai ver as coisas de outra perspectiva, lá de cima do avião.
As desculpas e pré-ocupações sempre vão existir.  Basta você decidir encarar as mesmas como elas realmente são – do tamanho de formigas.
Antônia no Divã

terça-feira, 23 de maio de 2017

Músicas de Maio

Bom dia!
Nada como começar o dia escutando músicas que a gente gosta, não é mesmo ? Vou postar aqui as 10 que eu mais estou escutando esse mês.

Galantis - Hunter

Nick Jam - El Amante

Alok - Never let me go

Lady Gaga - The Cure

Maggie Lindemann - Pretty Girl

Nick Jonas - Bacon

Robin Schulz feat.James Blunt - OK

Clean Bandit - Syphony feat.Zara Larsson

Sandy - Respirar

Sam Feldt - Runaways

E ai, estão escutando essas músicas também ?

Beijos, TK.

domingo, 14 de maio de 2017

Dia das mães!


Mãe, uma palavra tão pequena mas com tantos significados. Eu nem sei por onde começar a descrever você e essa palavra que é sua e se encaixa tão bem em você. Ser mãe, é ser amiga, pai, paz, alegria, cumplicidade, sabedoria, é ser base, apoio, espelho, inspiração, orgulho e o melhor de tudo, AMOR. Mãe é o melhor e maior amor do mundo, mãe é ser tudo e mais um pouco.Obrigada mãe por me ensinar o valor da vida e entender que independente do dia estar ensolarado ou nublado, sempre terei você alí pra mim e por mim.

Amo muito você!

TK.

quarta-feira, 3 de maio de 2017

Músicas de Abril

Oláaa, 
Todo mês coloco aqui uma mini playlist com as músicas que eu escuto diariamente no mês. Tem tantos lançamentos que eu fico perdida, então acabo selecionando algumas para escutar com mais frequência e aqui fica minhas dicas (escuto várias coisas, SIM):

Martin Garrix - Scared To Be Lonely

Bruno Martini - Living on the Outside

Alok - Fuego

I Was Wrong - Robin Schulz

Thinkin Bout You - Vijay & Sofia Remix

Martin Jensen - Solo Dance

Michel Teló - O mar parou

Maneva - Saudade do tempo

Cidadão Quem - Dia especial

Beijos, TK.

terça-feira, 18 de abril de 2017

Pro seu amor que acabou de chegar,


Pro seu amor que acabou de chegar,

Oi lindo, hoje é dia 13 de abril de 2017, exatamente as 20h35 e eu estou indo pra minha cidade. Você disse que não sabia quando eu leria esse texto né? Na verdade, não demorou muito, li faz um mês. Estava apenas esperando você perceber que eu sou seu amor. Não se preocupe, eu cheguei! E cheguei assim do nada, e é pra ficar.

A gente se conheceu pessoalmente em um dos seus restaurantes favoritos (eu acho) e você bem que acertou quando disse aplicativo online. Bom, acho que você procurou muito por mim por ai né? E foi bom saber que você estava desacreditado, pois cheguei pra despertar o seu melhor e te lembrar que a vida e o sorriso a dois é muito bom também. Você já sabe como são meus dias, já faz um tempo que seus “Bom dia, linda” e “Boa noite, minha linda” fazem parte da minha rotina. E sim, meu chefe me tratou super bem, apesar de jogar tudo para eu resolver. 

Sim lindo, muitos me prometeram flores e só me deixaram espinhos. Antes tivessem me prometido um coqueiro, pois assim eu saberia que seria meio “impossível” e talvez, não tivesse acreditado tanto.

Na verdade mesmo, eu não quero promessas, quero atitudes pois palavras vem e vão. Quero alguém que escolha ficar comigo e que tudo isso seja recíproco. Eu não sei exatamente quando ou como te chamei atenção, também não sei quando você pensou “Ah, acho que é ela!”. Só sei que foi tudo muito rápido e deu certo, alías muito certo, a sintonia bateu. Sabe aquela música ? “O que na vida ninguém fez você fez em menos de um mês”, pois é lindo, muito isso.

Obrigada por não desaparecer, escolher ficar e me conhecer melhor. Eu amo romances também, você já sabe. Podemos tomar vinhos, mas calma, eu fico bebada rápido, mas se você cuidar de mim depois, tudo bem. Filhos, até podemos ter, mas eu escolho os nomes tá ? Já tenho eles em mente faz muito tempo.

Você pode estar na minha frente quantas vezes você quiser, mas lembre-se que em algumas noites vou querer você atrás tá ?. Não tenho pressa, por isso, vou esperar a rosa, outros buquês de rosas ou qualquer outra florzinha, afinal, você sabe, eu as amo. E só com meu olhar e meu sorriso, você vai ter as respostas de todas suas perguntas.

Sim lindo, eu só vou entrar na sua vida se for pra te fazer o homem mais feliz desse mundo, e é por isso que eu estou aqui e quero/vou continuar.


Amor, já cheguei!


Beijos na boca, TK.

Carta para o amor que vai chegar.


Pro meu amor que ainda não chegou. 
Oi Amor, hoje é dia 31 de Janeiro de 2017, exatamente às 2:00 da manhã. Não sei quando você lerá esse texto, pode ser amanhã ou há alguns anos, mas eu sei que você vai chegar, eu tenho essa certeza no meu coração.

Talvez eu te conheça amanhã na fila do pão ou no meu restaurante favorito, talvez até em algum aplicativo online. Queria muito saber como está seu dia, se você se saiu bem naquela prova que você tanto estudou, se o seu chefe lhe tratou bem.

Sei que você está cansada de “caras” que lhe prometem tudo e não cumprem a metade, eu sei, eu também estou cansado. Cansado de pular de encontro em encontro e chegar em casa e pensar “Foi legal, mas...". Não consigo ser um cara “casual” que fica e no dia seguinte some. Gosto de romance, gosto de ouvir aquela música tomando um vinho e me imaginar com você dançando no meio da nossa sala, nossos filhos rindo e achando “cafona", é isso que quero. 
Um dia eu vou estar na sua frente, em qualquer lugar do mundo. Vou estar com uma blusa, um jeans e uma rosa na mão para te fazer uma pergunta: Aceita namorar comigo, casar comigo e ser a mulher que vai fazer desse homem o mais feliz do mundo? 

Amor, chegue logo!

A.B